Textos


Dia das Mães!
 
O amor de mãe medir não pode o filho,
Sem antes conhecer a humanidade,
O mundo de amargura e de maldade,
Que buscam retirar do amor o brilho.
 
Rezemos, em silêncio, neste instante,
Pensando em nossa mãe, sempre querida...
A mãe presente que nos guia a vida,
A que morreu, ou mora, além distante...
 
Amor de mãe não tem igual no mundo,
É força tão vital, jamais se acaba...
É colo que aconchega com alegria!
 
Oh! Por favor! Silêncio, um segundo!
Saudemos nossas mães, figura amada!
Que o mundo se ajoelhe neste dia! 
 
Antonio Lycério Pompeo de Barros
Edir Pina de Barros
 
 
Antonio Lycério Pompeo de Barros
Enviado por Antonio Lycério Pompeo de Barros em 27/08/2009
Alterado em 10/10/2009

Música: Flowers of the sea - Era

Copyright © 2009. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários