Textos


Crepúsculo Brasiliense

Cá, no planalto, quando a noite desce
E a tarde merencória desfalece,
O céu festivo e engalanado torna!
Levando a tarde sonolenta e morna...
 
Raios de sol debruçam na colina
E, lassos, dobram do horizonte a esquina...
E, enquanto a noite chega, o sol carrega
O dia nos seus braços, sem refrega...
 
E o céu rosado deixa, num afago!
Estrelas tremem, pálidas, no céu!
E a lua já desponta lá do lado...
 
Nesse momento único, encantado,
Veste a colina seu mais lindo véu,
Para se olhar no espelho azul do lago!...
 
Antonio Lycério Pompeo de Barros
Edir Pina de Barros
Antonio Lycério Pompeo de Barros
Enviado por Antonio Lycério Pompeo de Barros em 07/10/2009

Música: Flowers of the sea - Era

Copyright © 2009. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários